quinta-feira, novembro 16, 2006

Em seguimento ao Post anterior...

...a falar do Saddam e falando de livros, neste caso em documentário (Que adoro ler), aconselho a leitura de"Mayada - Filha do Iraque" de Jean Sesson".

Esta obra retrata como era o Regime de Saddam.

Se tiverem oportunidade leiam não se vão arrepender. Aviso já é um livro bastante forte. Confesso que até chorei, mas isso também não é dificil, sou uma Maria Madalena.



Aqui vai a sinopse do livro.

"Mayada Al-Askari nasceu numa poderosa família iraquiana, num meio onde primavam a riqueza, a educação e o orgulho na herança cultural dos seus antepassados. Os seus avós eram ambos tidos como heróis: um deles lutara ao lado de Lawrence da Arábia, o outro era considerado o primeiro verdadeiro nacionalista árabe. O tio fora primeiro-ministro durante quase 40 anos e a sua mãe desempenhara um importante papel no mundo da política. Mas quando o impensável aconteceu - a tomada do poder por Saddam Hussein - Mayada deu por si sozinha em Bagdad, divorciada, com dois filhos e rendimentos que mal lhe garantiam a subsistência. Longe íam os dias em que a vida era feita de privilégios e espontaneidade; no seu lugar estava agora um mundo de brutalidade e medo, que culminará numa manhã de Agosto, em 1999, quando é sumariamente presa e levada para a famosa prisão de Baladiyat, falsamente acusada de imprimir propaganda antigovernamental. É então encarcerada numa minúscula e imunda cela, juntamente com mais 17 "mulheres-sombra", isolada do mundo e proibida de receber visitas"

8 comentários:

Gioconda disse...

Quero ler este livro, está na minha lista de livros a ler.

Silvia disse...

Miguita,
De facto aquele regime foi de terror mas acho q n está na mão do ser humano retirar a vida a alguem...se aceitarmos isso teremos de aceitar muita outra coisa...e assim em q nos tornaremos nós? Agora, concordo em absoluto c a prisão perpetua...e n há pior do q saber q a liberdade nos está vedada...

Cláudia disse...

A minha mae adora esse tipo de livros.
Tenho que lhe falar deste.
Beijinho

ALEXIA disse...

Sou contra a pena de morta...ninguém tem o direito de tirar a vida a outro ser humano, mas sim o castigo deverá ser dos mais pesados quem sabe servirá de exemplo para muitos.

Beijocas e bom tema este hoje, o livro excelente

viviana disse...

é muito giro este livro amiga!
jokas fofas

Bia disse...

O livro deve ser muito bom, já li um do género, penso que um pouco mais fantasiado, este deve ser de digestão dificil, mas nem por isso menos interessante. Estas vidas parecem mentira... e são mesmo tristes!
Beijokas

Sonynha disse...

Sabias que despertaste a nossa curiosidade em ler o livro?
Adorei o teu blog
Sonynha
http://damadeourosbr.blogspot.com

sonia disse...

Obrigada pela dica, parece ser um livro bastante interessante.

Beijinhos e bom final de semana.