quarta-feira, fevereiro 14, 2007

Confiar no amigo

Como hoje em dia se pode confiar num amigo!!!!!!! ;)


Dois casais amigos jogam cartas a seguir ao jantar. Às tantas, o Nuno, o homem da casa, deixa cair acidentalmente o baralho ao chão. Ao baixar-se por baixo da mesa para as apanhar, verifica que a Joana, a amiga visitante, não tem nada por baixo da saia e fica perturbado pela visão.... Um pouco depois, o Nuno vai à cozinha para buscar mais umas bebidas e a Joana acompanha-o para o ajudar... De repente a Joana pergunta ao Nuno: "Notei que deves ter gostado do que viste quando estiveste debaixo da mesa. Por acaso estás interessado em experimentar? Basta que me dês 250 Euros e eu sou toda tua por uma tarde.. Nuno nem pensou duas vezes: "Claro que quero! Pode ser 6ª feira à tarde? Pode ser em tua casa?" (...) 6ª à tarde, o Nuno lá foi ter a casa da Joana, deu-lhe os 250 Euros como combinado, e seguiram-se duas horas de sexo escaldante.... Despediram-se visivelmente satisfeitos e uma hora depois chegou o Ricardo, melhor amigo do Nuno e marido da Joana. Beijam-se como sempre, e o Ricardo pergunta a Joana: "O Nuno veio cá?" A Joana ficou um pouco comprometida, com medo que ele desconfiasse de alguma coisa, mas respondeu "Sim". Ricardo: "E deixou o dinheiro?" Ela (ainda mais preocupada): "Sim, 250 Euros....." Ricardo: "Vês como ainda se pode confiar nos amigos! Passou lá esta manhã no emprego e pediu-me os 250 Euros emprestados, prometeu que os pagaria sem falta ainda esta tarde..........e cumpriu!"

6 comentários:

Anabela & Lara disse...

nao se pode confiar nos "amigos"

como estás???

jocas da Lara

Dois amores disse...

há amigos e amigos...

Beijocas

Princesa disse...

Ola fofinha :)
Fartei-me de rir com este post, tá demais :P
Bjokas fofas

Gioconda disse...

ahahahaha ganda teoria.... e viva a esperteza e inteligência....

ALEXIA disse...

com amigos destes......


mas eu mando beijinho amigo juro

nuno disse...

lolololololo! boa anedota! o que eu me ri com isto. beijos, as melhoras e um bom trabalho p amanhã!