segunda-feira, setembro 10, 2007

FDS com bons e maus momentos

Sábado estive no casamento da A. & B. correu na perfeição. O copo de água foi no Fundão, no Alambique. Já me tinham dito que era um espaço muito bonito, e agora confirmo de facto, é um espaço muito agradável.


Domingo, não foi um dia muito bom, no meu regresso a casa, na viagem, assistimos a um acidente, a minha prima S. que vinha a conduzir não se apercebeu de imediato, eu é que vi o jipe a capotar e chamei-lhe logo atenção para ligar os 4 piscas e abrandar. Tudo aconteceu por voltas das 11:30 na A1, junto da saída de Santarém. A sorte é que não havia muito trânsito, porque nem quero imaginar se fosse o contrário. Despistaram-se sozinhos, não foi nenhum embate. Encostamos logo, inclusive mais 2 carros. Fiquei logo num estado de nervos tal que não conseguia marcar o número das emergências, chamava, chamava e nada, só à 2ª tentativa é que me atenderam, dei logo participação, tive de me aproximar e ver quantas vitimas se encontravam, entretanto um senhor já estava a retirar a criança, fiquei assustadíssima quando vi que a condutora estava repleta de sangue no rosto. Não houve nenhuma vítima mortal. No veículo encontravam-se uma criança, a mãe e os avós.
Não consegui aproximar-me da condutora, aquele sangue todo no rosto estava-me a pôr nervosíssima, sentia-me uma verdadeira inútil, sem poder para nada, nem forças.
O carro vinha repleto de fruta, legumes, etc… a estrada ficou cheia de hortaliça e de roupa, desviamos o que havia na estrada, estivemos apanhar a roupa, juntá-la, enquanto um Sr. colocava o triângulo na estrada. A minha prima S. ficou sempre junto da Senhora que estava pior, com outras 2 pessoas. Os pais da condutora estavam mais ou menos, também com sangue mas conseguiam movimentarem-se. A mãe da condutora é que só gritava, chorava. Eu estive sempre com o menino de 11 anos, vi se estava muito ferido, felizmente não estava muito, só tinha 2 golpes na cabeça, estava era com a testa a começar a ficar negra e tinha os joelhos com sangue, O menino estava apático, sem reacção. Ligou ao Pai, que ficou, claro, assustado, falei com ele, tentei acalmá-lo e informar-lhe que estavam todos conscientes.
Entretanto por sorte, na estrada passou um médico que parou logo e esteve junto à condutora e prestar-lhe os 1º socorros. Ambulância demorou um pouco a chegar. Só nos viemos embora nessa altura. Os 1ºs a chegarem ao local foi a Brigada de Trânsito.
Deixei-me estar todo o tempo com o menino, tentar reconfortá-lo, fazer-lhe perguntas, dizer que tudo ia ficar bem que ambulância não ia demorar. Regressavam de 1 mês de férias.
Passei o domingo todo com essas imagens na minha cabeça, pensar como a vida de uma pessoa pode acabar de 1 segundo para outro. Mal consegui dormir esta noite.

Como gostava de ter sangue frio, reagir logo, não entrar logo em pânico, só consegui acalmar após um bom bocado…

Desejo as melhores ao Menino P., à mãe e aos seus avós, Deus queira que a Mãe não tenha nada de grave.

Temos de andar sempre com cuidado, a razão do despiste não sei qual foi, mas o carro vinha atolado de coisas.

Gostava de saber notícias da vítima, mas através desta notícia fico a saber que afinal está livre de perigo. Ver aqui noticia.

6 comentários:

Nuno Medon Fernandes disse...

olá! Deve ter sido cá um susto quando assististe aquilo. Fizeste bem em ajudá-los! Ainda bem que as pessoas não sofreram grandes ferimentos. Tvz a carga ajudasse ao capotamento. Lá vinham de alguma aldeia e toca a encher o carro de coisas caseiras. bjs e bom trabalho.

ariana disse...

Bem, realmente foi um choque assistir a isso tudo. Eu entrava logo em pânico. Foste muito corajosa. É de facto preciso muito cuidado na estrada, a qualquer momento pode acontecer um acidente ...

Graças a Deus estão bem.

Ama, Vive e Sorri
Beijinhos

Anabela & Lara disse...

Foste muito corajosa... imagino o estado de nervos em que nao devias estar... mas tiveste bons reflexos, temos de estar sempre com mil olhos para a estrada!

espero que nao tenha acontecido nada de grave e que estejam todos bem!

Ninguem diga que está bem... as vezes tudo desmorona numa milessima de segundo!

jocas

Tiago disse...

Ola! Desculpa não estar a fazer um comentário própriamente dito mas gostaria de te colocar uma questão.

Sou leitor do teu blog e recordo-me de ha uns meses atras teres escrito que estavas a frequentar um curso de inlgês no Wall Street Institute. Eu sou estudante universitário e também equaciono a hipotese de me inscrever num instituto da referida rede. Assim, o que eu gostaria era que me aconselhasses e me disses se achas que o método é eficaz e se estas a gostas?

Beijinhos e continua a escrever tão bem como sempre

p.s. Ja falta pouco para o Mr. Scofield voltar a entrar em acção!

Nuno Medon Fernandes disse...

olá! não tens nada que agradecer. beijos e cont. de uma boa noite!

YESALEL disse...

Tiago - Desde j� quero agradecer as tua visitas ao meu cantinho.
De facto andei a frequentar o Wall Street Institute, mas foi somente por 2 semanas. Gostei da experi�ncia. N�o sei o que pretendes, se queres apenas conhecimentos de Ingl�s, ou � mais um ingl�s profissional.
O que t�m de bom � que s� falam Ingl�s. Querem que se domine muito a oral, e isso e bom. "Obrigam-te" a praticar muito. A n�vel de aulas � praticamente tudo aulas digitais, ou seja vais para um CP e tens de ler em voz alta, treinas muito tb a parte da entoa�o. Depois tens exame no final de cada m�dulo. Podes tb a partir de casa fazer os m�dulos. Na altura fizeram-me um or�amento por aquilo que pretendia e achei demasiado caro.
N�o sei se moras em Lisboa, mas falaram-me de uma Escola na Zona do Rato que � �ptima, mas infelizmente agora n�o me recordo do nome.
Como te digo n�o desgostei, mas acho que para ser praticamente tudo digital, � bastante caro. � quase como comprares um DVD com aulas e praticares em casa. Agora tudo depende do que pretendes, se um Ingl�s b�sico ou mesmo profissional.
Boa sorte.

PS: Ainda bem que em breve volta o Mr. Scofiels!